Nosso e-mail comercial@johnsfarms.com.br
Contate-nos pelo telefone +55 (11) 4620-9150

Leishmaniose Canina: o que é, passa para humano, tem cura?

A leishmaniose canina é uma doença muito complicada e grave, grande parte dos casos pode levar a morte do animal.

Como sabemos, o cachorro é um amiguinho bem antigo nosso, não é mesmo? Ele convive com a gente há muito tempo.

Nos ajudando em trabalhos, como pastoreio de ovelhas, na segurança de uma propriedade, na caça, salva vida, farejadores de drogas, etc.

Ou seja, sua relação é tão próxima de nós que já o consideramos grandes aliados e assim eles foram desenvolvendo um grande carinho por nós e nós por eles.

Com isso, a preocupação o bem-estar deles foi sendo uma prioridade entre os tutores. Hoje, por exemplo, aplicamos vacinas para cães para que eles fiquem longe de doenças.

Mas mesmo com a vacina algumas doenças acabam tomando conta dos nossos amiguinhos como anemia, diabetes mellitus, doença do carrapato e tantas outras.

Por isso, é importante tomar cuidado com a alimentação do seu cão, com o ambiente em que ele vive e levá-lo regularmente ao veterinário.

Além disso, é preciso que o dono conheça as doenças que podem atingir seu cachorro, porque só assim é possível identificar algum problema com ele.

É pensando nisto: no bem-estar do animal por meio da informação ao dono que preparamos esse texto sobre a leishmaniose canina. Então, faça a leitura até o fim e aprenda:

  • O que é leishmaniose canina?
  • Sintomas.
  • Prevenção.
  • Leishmaniose tem cura?
  • Passa para humano?

O que é leishmaniose canina

A leishmaniose canina é uma doença causada por um parasito, ou seja, é causada por um maldito parasita que se aloja no animal.

Esse parasita é tão ruim que até recentemente não havia outra solução para o cão e pegasse a doença a não ser o sacrifício.

É isso mesmo, infelizmente até pouco tempo atrás, a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) do que se fazer com cães que tinham a leishmaniose era o sacrifício.

Com isso, muitos donos abandonam o cão nas ruas, já que não tinham coragem de matá-lo. Isso acabou gerando uma infestação da doença em algumas localidades.

Mas isso mudou. Mais abaixo saberemos o que foi feito para evitar o sacrifício dos cães com leishmaniose.

Sintomas da leishmaniose canina

A leishmaniose canina pode ser confundida com outras doenças, porque são muitos os sintomas dela, por isso, é sempre importante ir ao veterinário caso seu pet esteja com algum destes:

  • emagrecimento
  • falta de apetite
  • apatia
  • ferida nas bordas das orelhas
  • feridas que não cicatrizam
  • falta de pelos em torno dos olhos
  • bebem muita água e urinam muito
  • crescimento das unhas
  • sangramento nasal

Segundo o doutor Drauzio Varella, às vezes, o sangramento nasal é o único sintoma apresentado pelo cão com leishmaniose. O diagnóstico da doença deve ser feito por exame clínico.

Prevenção da Leishmaniose

Antes de falarmos sobre a cura da leishmaniose, é sempre bom lembrar que a melhor maneira de combater uma doença e se prevenindo contra ela.

Por isso, invista na prevenção. A leishmaniose canina é transmitida por mosquito chamado palha: mosquito palha, porque ele é amarelado.

Sendo assim, a melhor forma de evitar a contaminação do animal é usando inseticidas e repelentes para cães. Para evitar criadouros de mosquitos, mantenha sua casa e seu quintal limpo.

Os mosquitos palhas gostam de lugares úmidos, escuros e com acúmulo de matéria orgânica, então feche bem o lixo.

Leishmaniose tem cura

Seremos rápido, a leishmaniose canina não tem cura. Mas hoje em dia não é preciso sacrificar o cão que carrega a doença.

Graças ao tratamento o cão que tenha a doença pode evitar a evolução dela. Isso é feito com remédios, chamado leishmanicida por 28 dias.

Depois, o cão deve ir de 4 a 6 meses no veterinário para uma revisão que verá como está a evolução da doença.

A leishmaniose canina passa para humano

Infelizmente, a leishmaniose canina pode ser passada para humanos, mas não se preocupe em ficar perto do seu animal. Se ele tem a doença você pode agir com ele normalmente, brincar, passear, deixá-lo dentro de casa…

A transmissão da leishmaniose ocorre pela picada do mosquito, ou seja, se o mosquito palha, também chamado de asa-dura, birigui e tatuquiras, picar um cachorro com a doença e depois picar um humano.

Por isso, a prevenção da doença, indicada acima, também serve para os donos do cachorro.

Os sintomas da leishmaniose visceral nos humanos são:

  • fraqueza
  • anemia
  • febre de longa duração
  • perda de peso
  • perda de força muscular
  • aumento do baço e do fígado

Segundo o Ministério da Saúde, 90% dos casos da doença levam a morte, se não forem tratadas. Então, se alguém tiver um desses sintomas é recomendado que vá ao médico para fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Conclusão

Embora grave, a doença está de certa forma controlada. Mas, mesmo assim, não se pode deixar de tomar os cuidados com a prevenção.

Se houver alguma dúvida ou quiser fazer alguma consideração, deixe nos comentários e compartilhe esta informação com seus amigos.


Comentarios


Se você se interessou por Leishmaniose Canina: o que é, passa para humano, tem cura?, você vai gostar de ver:

Regiões onde a John's Farms Brasil atende Leishmaniose Canina: o que é, passa para humano, tem cura?:


  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque