Nosso e-mail comercial@johnsfarms.com.br
Contate-nos pelo telefone +55 (11) 4620-9150

Como identificar um cachorro obeso e o que fazer

Com a industrialização os alimentos se tornaram mais acessíveis e de fácil consumo, temos quase tudo que se possa imaginar enlatado, congelado, ensacado, etc.…

O acesso é muito barato e fácil, são os alimentos para quem tem pressa: expresso. Mas não para por aí.

Não é diferente com os alimentos para os bichinhos de estimação, há uma grande variedade de rações, biscoitos, petiscos, pastas e por aí vai.

Isso exige um certo cuidado na hora de escolher qual alimento dar ao seu cão, inclusive já escrevemos um artigo com as principais informações sobre a alimentação de cachorro, se não leia, acesse para entender mais sobre o assunto.

Porque isso influencia na saúde do seu pet, por exemplo, a obesidade em cachorro. Segundo pesquisa divulgada pelo Canal do Pet, 59% dos cachorros sofrem com a obesidade.

Isso diminuiu o tempo de vida do cachorro em dois anos. Ou seja, muitos cachorros por aí tem a vida interrompida por conta da alimentação.

E, infelizmente, a incidência de cachorros obesos tendem a aumentar. Portanto, preparamos a seguir algumas dicas para identificar se seu cachorro está obeso e o que você deve fazer para ajudá-lo a voltar ao peso ideal.

Fatores do sobrepeso em cães

Primeiro é preciso saber que a obesidade em cachorros depende vários fatores como:

  • Raça.
  • Sexo.
  • Idade.

Os cães mais velhos tendem a ter maior risco de obesidade, entre 5 a 10 anos. Por isso, é preciso tomar mais cuidados com esses animais: cuidar da alimentação e deixar que façam exercício físico.

  • Fatores genéticos.
  • Frequência de atividade física.

Pelos fatores acimas, sabemos que é preciso tomar mais cuidados com animais idosos: cuidar da alimentação e deixar que façam exercício físico.

Mas as dicas sobre o que fazer com os cães obesos serão dadas mais abaixo. Vejamos outros fatores que influenciam na obesidade canina:

Sobre a alimentação o veterinário Márcio Antonio Brunetto e seus colegas afirmam isto em uma pesquisa:

“Apesar desse fato [maior absorção de gordura], a composição nutricional da dieta é menos importante que o consumo energético diário pelo animal, o qual, quando em excesso, independentemente do tipo de alimento, induz ao ganho de peso.”

  • Castração.

A castração faz com que o cão seja mais sedentário: eles ficam preguiçosos e por esse motivo fazem pouco exercício, comem mais (por isso é importante dar alimentos que controle as calorias, há rações e petiscos especialmente para cães castrados).

Ah! Já ia me esquecendo: as fêmeas castradas tendem a ficar mais obesas que os machos.

E quais são as consequências na saúde que um cachorro obeso tem? Vejamos:

As consequências para saúde de um cachorro obeso

O cachorro obeso sofre com o excesso de peso, destaco algumas consequências, vejam:

  • Dificuldade de locomoção: andar fica mais difícil e isso contribui para o sedentarismo do animal.
  • O sistema imunológico fica prejudicado, assim os cães estão mais propensos a ficarem doentes.
  • Aumenta as chances de ter diabetes mellitus e outras doenças endocrinopatias.
  • Doenças respiratórias.
  • Dificuldades reprodutivas.
  • Maiores chances de ter seborreia.

Como saber se o cachorro está obeso

O cachorro obeso muda sua aparência, certo? Então não é difícil identificar, mas preparamos algumas dicas, baseadas no artigo acadêmico escrito pela doutora Sandra Nogueira da Royal Canin Brasil e outros especialistas.

A palpação, ou seja, o toque é o principal meio de identificação, vamos lá:

  • Costelas não são palpáveis, ou seja, você aperta a região da costela, mas a grande quantidade de gordura impede que você sinta os ossos.
  • Gordura visível na base da cauda, o início dela, e na região lombar.
  • Cintura não aparente: o cão fica meio roliço sem definição da cintura.
  • Abdômen ausente, ou seja, não se vê.

Esses procedimentos você mesmo pode fazer e observar na tentativa de identificar se seu cão está obeso, mas há ainda um exame com análises bioquímicas que deve ser feito pelo médico veterinário.

Então, para um diagnóstico preciso, leve seu cachorro “obeso” ao veterinário. Mas e aí, sabendo que o cão está obeso, o que deve ser feito?

O que fazer para ajudar na saúde do cachorro obeso

Primeiro é preciso saber que a obesidade canina é uma doença, destacamos isso, porque muitos pensam que o cão fica bonitinho gordo, fofinho e não encaram isso como uma doença, mas saiba que é.

Então, vamos lá, admitindo que a obesidade é uma doença para ajudar seu cão será preciso mudar alguns dos seus hábitos para com eles.

Por exemplo, não recompense mais seus cães com qualquer petisco, use petiscos naturais para cachorro.

Já que a alimentação é o maior fator de obesidade é preciso ter especial atenção a isso.

Além da alimentação é preciso fazer com que ele faça exercícios físicos, uma boa dica é aproveitar isso para brincar com seu cão.

Aproveite o momento e faça exercícios físicos também, leve o pet a um campo, parque ou mesmo praia e corra com ele. Mas lembre-se de que ele precisa sempre ter água a disposição, certo?

Faça isso e seu cachorro obeso poderá voltar ao peso normal e levar uma vida mais agradável, sem as doenças relacionadas, com mais alegria e energia. Aproveite e compartilhe essas dicas com seus amigos.


Comentarios


Se você se interessou por Como identificar um cachorro obeso e o que fazer, você vai gostar de ver:

Regiões onde a John's Farms Brasil atende Como identificar um cachorro obeso e o que fazer:


  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque