Nosso e-mail comercial@johnsfarms.com.br
Contate-nos pelo telefone +55 (11) 4620-9150

Você conhece a cinomose? Sintomas, cura e prevenção.

Um tempo atrás, muito se falava sobre a cinomose, uma doença de cachorro que causou um surto e vitimou fatalmente inúmeros animais, segundo reportagens da época. Você já de ter ouvido algo sobre ela, certo?

A cinomose é uma doença altamente contagiosa entre os cães, provocada por um vírus altamente resistente, podendo sobreviver por bastante tempo em ambiente seco e frio.

O vírus acomete diretamente o sistema respiratório, neurológico e digestivo do animal. Suas vítimas mais comuns são os filhotes, mas pode atingir também animais adultos que não foram devidamente vacinados.

Por isso é essencial manter a vacinação do seu cachorro em dia. Para saber mais sobre vacina para cachorro recomendamos este post.

Você sabe se o seu cão está devidamente protegido contra essa doença? Conhece as causas e os sintomas que ela pode desenvolver? Confira o que você saberá sobre o assunto ao longo do texto:

  • o que é a cinomose
  • como ocorre a transmissão para o cão
  • os sintomas que o cachorro que pegou a doença costuma apresentar
  • como é o tratamento para cura
  • por fim, o que fazer para se prevenir contra esse vírus.

O vírus da cinomose ou paramyxovirus

A cinomose é uma doença de cachorro causada pelo vírus paramyxovirus que ataca o sistema nervoso central. Ela é muito grave, tão grave que pode levar o cão à morte. Sua transmissão é muito fácil, tanto quanto uma gripe, por isso a contaminação é tão elevada.

A seguir falaremos mais detalhadamente sobre o processo da transmissão. Vamos lá?

Como a cinomose é transmitida?

A cinomose é mais propícia em filhotes porque eles estão mais vulneráveis às doenças, já que esse é um período em que seus anticorpos estão baixos.

Mas, além dos pequeninos, no inverno os cães adultos também ficam com a proteção dos anticorpos em baixa. Assim como nós que pegamos gripe e resfriados nesse período, os pets também.

O veterinário Rômulo Edgard na reportagem ao G1 explica isso da seguinte forma:

“A doença atinge principalmente animais de seis meses pra cima, mas pode acontecer em cães de todas as idades. Ela começa com uma conjuntivite, uma gripe, que às vezes até melhora, e o tutor tem a impressão que o animal sarou e uma semana depois começa com o quadro neurológico.”

Então, além de tomar sua vacina contra gripe, lembre-se de verificar se a vacinação do seu amigo está em dia, isso é muito importante nesse período do ano.

Com a imunidade baixa, a transmissão da doença de cachorro cinomose pode ocorrer de forma direta ou indireta:

  • forma direta: é quando a doença passa de um animal para o outro. Isso pode acontecer por meio do contato com secreções como saliva, urina e fezes e também por objetos contaminados como vasilha de água, brinquedinhos, etc.
  • forma indireta: o vírus se espalha rapidamente pelo ar assim como a gripe, basta um espirro para que as pessoas em volta peguem a doença.

Sintomas da cinomose

Após a transmissão, o vírus da doença de cachorro cinomose permanece no organismo do animal por um período que pode ser entre três a quinze dias.

Depois desse tempo, ele começa a agir e os sintomas aparecem lesões respiratórias, gastrintestinais, dermatológicas, oftalmológica e neurológicas que podem acontecer juntas ou separadamentes.

Essas consequências podem primeiramente ser silenciosas, mas conforme o vírus vai ganhando força e se espalhando as manifestações serão apresentadas como:

  • febre, convulsões
  • vômito, diarréia, perda de apetite
  • dificuldade para respirar, tremores
  • perda de movimentos, não conseguir ficar em pé
  • o cão fica puxando a perna
  • bolinha com pus na região do abdômen
  • uivos, choros, gritos

Outro detalhe importante, citado acima pelo doutor, é que os sintomas da cinomose podem parar, dando a falsa impressão de que o animal está curado. Mas é preciso muito cuidado, o vírus ainda está presente e voltará ainda mais forte.

Essa força vem quando o vírus chega ao cérebro, a partir desse momento os sintomas são ainda mais violentos, porque atinge o sistema nervoso e causando uma ação fatal:

  • a paralisia.

Esse momento mais forte da doença pode ocorrer entre o 7 e 10 dia após a contaminação.

Cura e tratamento da cinomose

A cinomose é diagnosticada através de um conjunto de exames clínicos, sangue, radiografia, PCR e até antibióticos. Por meio deles, o veterinário conseguirá identificar a presença do vírus da família paramyxovirus.

E, indicará o tratamento, que será realizado com o intuito de tratar os sintomas e prevenir que outras infecções possam atingir o animal, além de trazer um conforto maior para a vida do cão.

Apesar da doença de cachorro cinomose ser grave, ela tem cura. Cerca de 15% dos cães conseguem sobreviver, mas em alguns casos, o animal pode ficar com sequelas neurológicas graves, podendo chegar a ser sacrificado.

Por isso, é muito importante investir na prevenção, por enquanto é o meio mais eficaz contra a doença.

Afinal, ninguém quer perder seu amiguinho pela cinomose ou deixar sequelas. Dependendo das sequelas que o animal apresente será preciso fazer até fisioterapia.

Prevenção contra o vírus

A doença de cachorro cinomose pode ser prevenida de várias formas, mas a principal delas e mais eficaz é a aplicação das vacinas V8 e V10. Elas devem ser administradas em filhotes a partir dos 45 dias de nascido.

Eles receberão outras duas doses em um curto período de tempo e estarão protegidos com essa doença. Depois o animal deverá receber uma dose todos os anos.

Lembre-se de manter o animal longe de locais abertos antes de completar 21 dias, porque como ele ainda não recebeu a vacinação e estará com a imunidade baixa.

Outra forma de prevenir é evitar o contato com outro animal infectado ou com pessoas que convivem ou conviveram com algum cão portador do vírus.

O vírus não afeta a nós humanos, mas por termos tido algum contato com a cinomose de algum outro cachorro ou objetos que estejam infectado.

Além das formas citadas, é de grande importância que você leve o seu cão frequentemente a consultas veterinárias, faça exames preventivos. Quanto mais cedo descobrir, mais eficaz será o tratamento, correndo menos risco.

Recomendação final

A cinomose é a segunda doença que mais mata os cães, perdendo somente pela raiva.

Agora que você já conhece bem o que é a cinomose, como ela é transmitida, como é o tratamento e principalmente como prevenir seu cão contra ela, já que é uma doença muito grave.

Que tal compartilhar com seus amigos para que eles possam proteger seu amiguinho também? Então, clique aí embaixo e compartilhe nas suas redes sociais e se tiver alguma dúvida ou algo para dizer, deixe seu comentário também.


Comentarios

#cinomose #cachorro #venciacinomose #amor #medicinaveterinaria #cinomosetemcura #animais #veterinaria #curavetcarioca #cao #amosercuravet #terapiacuravet #medvet

Se você se interessou por Você conhece a cinomose? Sintomas, cura e prevenção., você vai gostar de ver:

Regiões onde a John's Farms Brasil atende Você conhece a cinomose? Sintomas, cura e prevenção.:


  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque