Quer receber mais dicas para fazer seu PetShop crescer em momentos de crise?

Preencha os dados abaixo para receber nossos últimos artigos em seu E-mail

Leonardo Lima Mencarelli

Escrito por Leonardo Lima Mencarelli em 09 de janeiro de 2020

Doação de sangue para cachorro: tudo que você precisa saber

Doação de sangue para cachorro é tão fundamental quanto a transfusão de sangue dos humanos, e essa doação pode salvar vidas de muitos animais que passaram por complicações como:

  • atropelamentos
  • câncer
  • intoxicação
  • entre outras doenças ou acidentes.

Assim como os humanos têm diversos tipos sanguíneos, os cães também, eles têm 13 tipos de sangue, isso acaba causando dificuldades para encontrar um doador compatível.

Universidades, centros médicos, veterinários e até postos de saúde aceitam doação de sangue de animais, isso pode ser a diferença entre a vida e a morte de muitos cachorros, o coordenador do banco de sangue da Universidade Anhembi Morumbi, Márcio Moreira, disse que a doação de sangue para cachorro tem aumentado muito:

“Há 3 anos não chegavam em 20 doações o nosso banco de sangue, hoje em dia podemos contar com mais de 150 doações, um número muito surpreendente e que nos dá esperança na recuperação de nossos amigos de quatro patas”

É sobre isso que falaremos com detalhes neste texto que tem em média 10 minutos de tempo de leitura.

Para melhorar sua experiência, nós dividimos ele em tópicos, veja abaixo o que esse artigo traz para você:

  • Como é feita a doação de sangue para cachorro?
  • O que é a doação de sangue?
  • Doar sangue pode salvar vidas
  • Locais para doação de sangue para cachorro
  • Requisitos para doação de sangue para cachorro
  • Conclusão

Como é feita a doação de sangue para cachorro?

Muitos cachorros precisam de uma doação de sangue quando eles estão próximos de fazer cirurgias ou com alguma doença que necessita da transfusão de sangue.

Os procedimentos são parecidos com os dos humanos: existem bancos de coleta e que estocam o sangue doado.

É gratuito e salva vidas, só tem benefícios e não dura mais que 20 minutos. Se pensarmos que os bancos de sangue de nós humanos já vive precisando de doação, imagina os dos animais, é uma situação preocupante que poderia ser solucionada rapidamente e é algo que só agrega.

Um ato de amor ao próximo, o compartilhamento de sangue é essencial para a vida dos animais, pode evitar uma leucemia por exemplo, um tipo de câncer que causa o afinamento no sangue, enfraquecendo todo o organismo do cachorro.

O procedimento de doação de sangue para cachorro pode ser feito com um animal a partir de 1 ano de idade, e não há sedação, o cão fica acordado o tempo todo.

A presença do tutor é importante para que ele se acalme, o procedimento pode assustar um pouco o cachorro, porém não dura muito tempo e não machuca o seu pet.

O sangue doado não fará falta ao animal e não tem um efeito colateral duradouro, no máximo o cão ficará um pouco fraco por cerca de uma hora. Após isso ele voltará a sua personalidade normal.

Além disso, ainda segundo Márcio Moreira, o cão deve repor o sangue coletado em 20 dias, e o intervalo de doação deve ser de no mínimo de dois meses. Se você passou pela experiência da primeira doação de sangue para cachorro, volte depois do período de intervalo obrigatório, afinal, ajudar nunca é demais.

Além de ajudar o pet alheio, você pode ajudar o seu próprio cachorro, sabia? Isso porque o cão faz uma bateria de exames e pode diagnosticar diversas doenças, caso ele tenha contraído alguma, desde um raio-X, até mesmo um exame de sangue para detectar algum tipo de câncer.

Então pode-se dizer que a doação de sangue para cachorro só pode ajudar, não é mesmo? Para você que quer levar o seu pet para doar sangue, o primeiro passo é ir em um laboratório ou hospital que seja de confiança do tutor, que ele conheça os profissionais do local ou que saiba a reputação do ambiente, após isso, vá com a tranquilidade de estar ajudando um animal de estimação de outra pessoa.

Já que citamos o primeiro passo para uma doação de sangue para cachorro, descubra como fazer para doar o sangue do seu pet:

O que é a doação de sangue?

Em clínicas veterinárias, hospitais tanto de animais quanto de humanos, é possível fazer a doação de sangue para cachorro. Há uma campanha do dia de doação de sangue que é no dia 25 de novembro: dia mundial do doador de sangue.

Essas campanhas são espalhadas pelos bairros dos municípios do Brasil afora. Já que você recebe um dia de folga quando vai doar sangue que tal unir o seu cão também, assim os dois fazem doação de sangue, assim você e seu cachorro se tornarem doadores.

Por não serem 24 horas os bancos de doação de sangue não recebem tantas doações como deveriam, já que a maioria dos tutores trabalham no horário comercial, porém alguns funcionam aos fins de semana.

Isso pode ser uma boa alternativa para que seu pet seja um doador e ajude muitos animais de estimação.

Em 1818 realizaram as primeiras transfusões de sangue com sucesso, os testes foram feitos em animais e depois de obter sucesso nos procedimentos, a maioria deles de cachorro para cachorro, passaram a ser feitas em mulheres que sofreram de hemorragia pós-parto. James Blundell foi o cientista e médico por trás dessas descobertas.

Porém foi após a Segunda Guerra Mundial que a doação de sangue e transfusão tiverem sucesso, depois de muitos progressos científicos e medicinais. No Brasil os primeiros bancos de sangue vieram por conta de doenças como:

Entre outras que causaram problemas no sangue ou que só tinham melhorias com a transfusão de sangue, por conta disso os bancos de sangue de animais no geral foram criados e centros de doação de sangue para cachorro, gatos e outros animais foram construídos.

Sendo assim, procurar locais que tem renome ou que foram recomendados por pessoas de confiança e até mesmo o profissional da área veterinária que você prossegue com os tratamentos do seu cachorro.

Doar sangue pode salvar vidas

A doação de sangue para cachorro salva muitas vidas de animais que estão em perigo por diversas doenças, as que falamos acima são as mais perigosas, porém não são as mais comuns, vamos ver então quais são os motivos mais comuns para que, uma doação de sangue para cachorro possa salvar vidas.

  • Animais peçonhentos: é comum que cachorros que vivem perto de florestas ou locais que tenham animais peçonhentos, como as cobras, sejam picados e necessitem de uma transfusão de sangue para eliminar o veneno do organismo.
  • Carrapato: o carrapato é um parasita que atenta os cães mais de uma vez na vida, geralmente, com isso é importante que o tutor fique atento se o cachorro está se coçando ou não, como eles sugam o sangue do animal. Se essa doença progredir muito, será necessária uma transfusão para que reabilite o sangue do pet.
  • Coagulações: problemas na circulação do sangue tendem a criar uma coagulação sanguínea, dessa forma o cachorro pode sofrer com hemorragias, que é a perda de sangue sem controle, um problema muito grave que deve ser tratado com urgência.
  • Atropelamentos: caso algum acidente aconteça com seu cão, é fundamental que você leve-o rapidamente ao hospital veterinário, um atropelamento pode danificar diversos órgãos, com isso será necessário uma doação de sangue para cachorro e que seja compatível para que a transfusão de sangue ajude a recuperar os órgãos do animal.

Doenças, acidentes e outras complicações são comuns para um animal que não tem um sistema de defesa no organismo tão forte, por isso que cada doação doação conta e ajuda a salvar vidas de muitos animais.

Como dissemos anteriormente, os cães doadores passam por um check up, além dos testes de compatibilidades serem feitos. A retirada do sangue dos animais são de 20 ml por quilo, cães e gatos têm tipos sanguíneos diferentes, porém os felinos mudam para 10 ml por quilo.

Recomendamos que a doação de sangue para cachorro seja feita em locais que você confie nos profissionais, mas abaixo deixaremos uma lista de locais com renome que podem te ajudar a salvar vidas de outros cães, confira:

Locais para doação de sangue para cachorro

Locais para doação de sangue para cachorro estão espalhados por todo o Brasil, porém ainda não é uma prática popular em meio a sociedade. Com isso listamos algumas clínicas, bancos de doação e hospitais que aceitam doações para cachorro.

  • Hemovet: a maior clínica veterinária de São Paulo é um dos maiores bancos de sangue do Brasil e aceita doações sempre que possível, além de terem uma clínica veterinária para produzir os exames de check up.
  • Banco de sangue - Hospital São Paulo: uma referência entre hospitais públicos no estado de São Paulo, aceitam doação para cães e gatos, para ajudar o maior número de animais possíveis.
  • Hemopet: um centro veterinário para tratamento de doenças no sangue de cães e gatos, é um ótimo local para fazer a doação, localizado na capital do estado do Rio de Janeiro.
  • Hospital veterinário Santo Agostinho: Em Minas Gerais o hospital veterinário Santo Agostinho que fica localizado no centro de Belo Horizonte, aceita doações e toda ajuda é bem vinda.
  • Hemodog: um banco de sangue e hospital veterinário localizado no centro de Salvador na Bahia, faz transfusão de sangue e aceita cada doação de sangue para cachorro que estiver disponível.
  • Blut’s centro veterinário: ao sul do país, precisamente em Porto Alegre, o centro veterinário Blut’s é especializado em transfusão de sangue e hemoterapia em animais, com isso a doação de sangue para cachorro é vital para a continuação do trabalho.

Estes locais podem facilitar sua busca por uma doação de sangue para seu pet que está precisando ou para que você leve seu animal para doar, é importante que o ciclo seja mantido e ajude o próximo que está com essa necessidade.

A nossa pesquisa foi feita com base nas avaliações do Google e relatos dos tutores que utilizaram os comentários para informar a estrutura, atendimento e avaliaram o procedimento, porém ainda assim, indicamos que você peça ao seu veterinário de confiança, a indicação de locais para que a doação de sangue seja feita.

Dia mundial da doação de sangue

No dia 25 de novembro, o dia mundial da doação de sangue é comemorado como uma campanha, para conscientizar a população do mundo todo a ser um doador de sangue, os animais estão inclusos nessa luta.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que menos de 2% da população brasileira é doadora de sangue, o ideal é de que esse número seja de 5%. Se os humanos já sofrem para atingir as metas, os cães e gatos então sofrem ainda mais para atingir os números.

A campanha mundial é muito importante, pois ela mostra a importância de se doar sangue, isso ajuda pessoas e animais que estão em filas de espera por um transplante ou que estão em situações muito perigosas em suas vidas.

Para ser um doador de sangue para cachorro é necessário saber quais são os requisitos para poder doar, descubra abaixo:

10 requisitos para doação de sangue para cachorro

Salvar vidas com um ato que dura no máximo 30 minutos parece simples, não é mesmo? E na verdade é mesmo, porém ainda não é uma prática habitual que os tutores levem os cachorros para doarem sangue e salvar vidas de animais de estimação de outros tutores.

Para realizar o procedimento de doação de sangue são necessários cumprir os seguintes requisitos, veja:

  1. O animal precisa ter no mínimo 1 ano de idade.
  2. Pesar mais que 25 kgs.
  3. Estar com as vacinas em dia, isso é importante para a triagem do animal, porém o check up é feito mesmo com as vacinas completas.
  4. Não estar prenha.
  5. Ser dócil, por não ter anestesia no procedimento, o animal não pode ter um temperamento explosivo ou agressivo, afinal, isso pode ser um risco a segurança dos profissionais.
  6. Estar clinicamente saudável.
  7. Não estar no cio.
  8. Não fazer uso de medicação contínua.
  9. Intervalo de 2 meses para cada doação.
  10. Sem pulgas ou carrapatos há pelo menos 1 mês.

Ao cumprir esses 10 requisitos, o seu cão estará apto prosseguir em uma doação de sangue para cachorro. Após ser verificado essas informações, ele passará por uma bateria de exames de sangue para que seja feita a colheita do sangue para doação.

Depois de alguns dias, você pode retornar e pegar os resultados dos exames e levar em um veterinário para analisar possíveis doenças que seu cão tenha contraído em outros períodos.

Na doação para pessoas o processo é parecido, então se você é um doador de sangue, já conhece como funciona.

Conclusão

Ser um doador de sangue é contribuir com um dos sentimentos mais bonitos que existem, a solidariedade. Deixe com que seu cão se sinta feliz por salvar vidas, mesmo que só você saiba.

Ajudar animais é o que todo tutor deve fazer, mesmo que ele não seja seu. Um tutor de algum pet por aí pode estar precisando muito da sua ajuda.

Para agradar o seu pet que acabou de fazer uma doação de sangue para cachorro, nada melhor que um petisco John’s Farms, não é mesmo? Recompense ele por um ato tão caridoso.

Além disso, você pode precisar de alguma ajuda com seu cachorro em período de festas, então, confira nossas dicas de como ajudar seu cachorro a não ter medo dos fogos de artifícios.